No exigente mundo dos negócios, é essencial saber expressar correctamente a vontade de quem negoceia.

A causa da maior parte dos diferendos em discussão nos tribunais resulta da ineficaz previsão da regulação das relações estabelecidas.

A aplicação supletiva do regime legal a cada situação, na ausência de auto-regulação, provoca, frequentemente, surpresas e resultados inesperados para o empresário.

É preciso dotar os empresários dos conhecimentos essenciais no que respeita à formação de contratos como expressão do negócio jurídico.

. Qual o valor de um contrato verbal?

. Qual o valor do silêncio?

. É possível aceitar uma proposta recebida por email decorrido o prazo de validade?

. Um contrato que foi assinado por um funcionário da empresa vincula a sociedade?

. A emissão e entrega de factura são suficientes para provar a venda dos produtos nela descritos em caso de incumprimento do pagamento pelo comprador?

Estas são algumas das questões respondidas nesta formação.