Dada a necessidade de internacionalização e exportação dos respectivos produtos e serviços, as empresas portuguesas mantêm, de uma forma crescente, relações comerciais com diversos países do mundo e, também, com Angola.
Embora existam diversos mecanismos legais e seguros que se podem utilizar para prevenir os riscos de incobráveis, a realidade é que, ainda assim, muitos fornecimentos ficam por liquidar.
– Como prevenir o risco de incumprimento por parte dos clientes angolanos?
– Como cobrar extra-judicialmente em Angola?
– Como cobrar judicialmente? Como funcionam os tribunais angolanos nesta matéria?
Estas serão algumas das questões abordadas nesta formação.