O facto de se não se receber de um cliente é por si só penalizador, pois não se arrecada receita. Se a isto acrescentarmos o facto de já ter sido pago/liquidado imposto sobre a quantia recebida, a situação torna-se ainda mais ingrata e penalizadora. Assim, a possibilidade de se poder regularizar/recuperar o imposto que já foi liquidado reveste-se de crucial importância nos dias que correm.

Com o Orçamento de Estado de 2013 foram introduzidas regras para recuperação do IVA liquidado a clientes. Subsequentemente a 1 de Outubro de 2013 entra em vigor o IVA de Caixa. Com estas medidas pretendeu o Legislador auxiliar as empresas com maior falta de liquidez.

Conheça quando e em que circunstâncias pode recuperar o IVA respeitante a créditos incobráveis e créditos de cobrança duvidosa.

Conheça os requisitos que as empresas devem cumprir para aderir ao IVA de Caixa.